Dólar avança nesta sexta-feira

O dólar comercial opera com ganhos de 0,35% nas primeiras ofertas do dia. Há pouco, a moeda norte-americana era cotada a R$ 2,267 na compra e R$ 2,269 na venda.

 De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, já prevendo demanda por proteção, o Banco Central anunciou no final da tarde de ontem que faria leilão de swap cambial logo cedo. Havendo maior demanda pela moeda americana, não descartamos novas intervenções ao longo do dia, principalmente se o payroll vier acima de 180 mil postos. A prévia do indicador, divulgado na quarta-feira, o ADP, já mostra números maiores. A posição dos bancos é comprada e já se preparam por maior demanda por parte dos clientes. A abertura não mostra pressão adicional nas moedas dos emergentes, apesar da alta das treasuries americana, mas o dia promete ser volátil e decidido a partir dos indicadores americanos.

Entre os dados globais que ganham destaque, o Ministério da Economia da Alemanha anunciou que às encomendas à indústria recuaram 1,3% em maio, já com ajustes sazonais. No mês anterior o resultado ficou negativo em 2,2%. Contudo, o resultado veio abaixo das expectativas dos analistas, que esperavam que o índice ficasse positivo em 1,2%.

Nos Estados Unidos, o departamento do Trabalho revelou que a taxa de desemprego se manteve nos 7,6% em junho no País, que criaram 195.000 novos postos de trabalho, mais que o previsto. A economia americana criou em junho 195.000 postos a mais que eliminou, enquanto que os analistas esperavam 166.000 novos empregos e nenhuma mudança na taxa de desemprego.

E abrindo a agenda de indicadores brasileiros, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho apresentou variação de 0,26% e ficou abaixo da taxa de 0,37% de maio em 0,11 ponto percentual, constituindo-se no menor IPCA desde junho de 2012, quando chegou perto da estabilidade, com 0,08%.

Além disso, a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou que o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) variou 0,76%, em junho. A variação registrada em maio foi de 0,32%. Em junho de 2012, a variação foi de 0,69%. A variação acumulada em 2013, até junho, é de 1,85%. Em 12 meses, o IGP-DI variou 6,28%.