Bolsas europeias fecham o pregão em forte queda

Ibovespa recua 2,61% puxado pela queda das ações da Vale e da Petrobras

As bolsas europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, com o FTSE 100 caindo 1,42%, a 6.029,10 pontos. Em Frankfurt, o DAX 30 teve queda de 1,24%, a 7.692,45 pontos, enquanto, em Paris, o CAC 40 recuou 1,71%, a 3.595,63 pontos.

Às 14h03 (horário de Brasília), o Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, recuava 2,61%, aos 45.829 pontos. 

As ações da Vale e da Petrobras – que têm o maior peso sobre o Ibovespa – puxavam a queda da bolsa, caindo mais de 4%. Os papéis de empresas controladas pelo empresário Eike Batista, por sua vez, estavam entre as principais baixas, junto com Gol, Bradespar e Light.

E as ações chinesas arrastaram as bolsas asiáticas para nova mínima de nove meses e meio nesta segunda-feira (24), devido às preocupações de investidores sobre a estabilidade financeira e econômica de Pequim e à dificuldade dos mercados de precificar o plano do banco central dos Estados Unidos de reduzir seu estímulo ainda neste ano.

No Japão, a bolsa de Tóquio caiu 1,26%, respondendo a realização  de lucros, a despeito da desvalorização do iene. Na China, a redução da liquidez no mercado interbancário do país ainda repercute de forma negativa, com o banco central chinês anunciando estar confortável com o atual nível de liquidez.