Mantega debate dívidas de agricultores do Semiárido

A dívida rural dos pequenos agricultores do Semiárido é um dos assuntos da reunião que ocorre neste momento no Ministério da Fazenda entre o ministro Guido Mantega, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).

“[Viemos discutir] a aprovação da questão da dívida rural que a presidenta Dilma [Rousseff] vai anunciar e seria por meio de um projeto de lei. A gente queria agilizar para que[isso] tenha efeitos imediatos porque a questão dessas dívidas no Semiárido está muito greve”, disse o presidente da Câmara. Segundo ele, é importante abreviar a adoção de medidas, pois são questões importantes para a região.

O senador Eunício Oliveira disse que uma das alternativas é incluir na Medida Provisória 610, que renegocia as dívidas e amplia o auxílio a agricultores atingidos pela seca.

A presidente Dilma Rousseff adiantou ontem (4) que o Plano Safra do Semiárido, a ser lançado na próxima semana no Nordeste, prevê a suspensão das execuções das dívidas dos produtores da região até o fim do ano que vem. Segundo a presidente, será concedido desconto de até 85% para a liquidação de operações de crédito contratadas até 2006 com recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) ou do Tesouro Nacional.