Desemprego diminui na Espanha pelo terceiro mês consecutivo

O Ministério do Emprego e Segurança Social da Espanha divulgou, nesta terça-feira, uma queda de 1,97% no total de desempregados do país durante maio, o que representa o terceiro mês consecutivo de melhora no quadro. As informações são do El País.

Nos últimos dias, o governo já havia antecipado que os dados de maio seriam positivos, seguindo uma tendência sempre registrada na época. Os números, porém, superaram as expectativas e se tornaram a maior queda de desemprego no mês em toda a história da estatística, iniciada em 1996.

Outro indicador de destaque foi o terceiro avanço mensal consecutivo no número de trabalhadores registrados na Espanha, com 134.660 novos empregados em maio.

O quinto mês do ano costuma representar alta no emprego por diversos motivos, como a aproximação da alta temporada de turismo, que já começa na Semana Santa, e o início de contratações da indústria.

Mariano Rajoy, chefe do governo espanhol, considerou os dados "um sinal de esperança". O político ponderou que não é possível afirmar uma mudança definitiva no cenário da crise econômica do país, mas declarou acreditar que "com otimismo, haverá mais avanços". Atualmente, 4,89 milhões de pessoas estão sem emprego na Espanha