Jornal: governo só gastou um terço da verba destinada a desastres  

Segundo reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta, somente um terço da verba federal reservada para a prevenção e resposta a tragédias relacionadas à chuva foi gasto em 2012.  Dos R$ 5,7 bilhões autorizados para programas relacionados a desastres, só R$ 1,9 bilhão (33%) foi pago no ano passado. O principal motivo seria os entraves burocráticos com Estados e municípios no repasse dos recursos e elaboração de projetos. Os montantes estão reservados para obras preventivas como construção de barragens, sistemas de contenção de cheias, e mapeamento de áreas de risco.

De acordo com o periódico, verbas que seriam destinadas a Petrópolis (RJ), onde o número de mortos após temporais subiu para 27, estão entre as retidas. Os investimentos foram anunciados em 2011, quando as chuvas mataram mais de 900 pessoas na região serrana do Rio, 71 só em Petrópolis. Segundo o governo do Estado, apenas quatro obras de contenção de encostas na cidade foram entregues, no valor de R$ 4,7 milhões.