Vendas desaceleram 2% e Brasil cai para 4º no mercado de PCs

O Brasil fechou 2012 com 15,5 milhões de computadores pessoais vendidos durante todo o ano, uma queda de 2% na comparação com 2011. Os dados, divulgados nesta terça-feira pela consultoria IDC, fizeram com que o País caísse da terceira para a quarta posição no mercado mundial de PCs, atrás de China, Estados Unidos e Japão.

O mercado brasileiro comercializou 8,9 milhões de portáteis (notebooks, netbooks e ultrabooks) e 6,6 milhões de desktops durante todo o ano. Os desktops foram os que tiveram maior queda, de 12%, enquanto os portáteis apresentaram um crescimento de 7%.

No último trimestre, que costuma ser um dos mais fortes por causa das festas de fim de ano, foram comercializadas 3,7 milhões de unidades, ou seja, 8% menos em comparação ao terceiro trimestre de 2011. A causa apontada pela IDC para a desaceleração está principalmente no fato de que o consumidor doméstico, que representou 66,6% do mercado total de computadores, preferiu comprar dispositivos mais baratos como tablets e smartphones no ano passado.

Para o ano de 2013, a IDC espera que sejam comercializados 14,4 milhões de computadores, ou seja, 7,2% menos do que no ano passado.