Parlamento do Chipre rejeita plano de resgate da União Europeia

Polêmico e impopular, plano tentava evitar falência da ilha

O Parlamento cipriota rejeitou nesta terça-feira, 19, um polêmico e impopular plano de resgate firmado no sábado com o Eurogrupo para evitar a falência da ilha, por 36 votos contra, 19 abstenções e nenhum a favor.

"O projeto foi rejeitado", afirmou o presidente do Parlamento Yiannakis Omirou. Este voto contra o plano que previa uma taxa excepcional e sem precedentes sobre os depósitos bancários foi recebido com muita euforia por milhares de manifestantes reunidos em frente à Assembleia.