Setor elétrico deve receber investimentos de R$ 14,6 bilhões

O setor elétrico deverá receber investimentos de R$ 14,6 bilhões nos próximos cinco anos em novos projetos de transmissão. O dado foi divulgado hoje (18) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), referente ao Programa de Expansão da Transmissão (PET) 2013-2017. 

 O valor representa investimentos em linhas e subestações, com destaque para o sistema de transmissão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que terá linha principal de 800 quilovolts (kV), entre a subestação Xingu, no Pará, e Terminal de Minas, em Minas Gerais. O custo dessa linha e respectivas subestações, com 2.140 quilômetros (km) de extensão, é R$ 4 bilhões. Belo Monte está prevista para operar a partir de janeiro de 2017. 

 O PET 2013-2017 inclui também as linhas de transmissão planejadas para escoar a energia gerada por 39 parques eólicos que venceram leilão de venda de produção realizado em 2011, com 976 megawatts (MW) de capacidade total de geração. 

 Nos próximos cinco anos, a região que receberá maior investimento em transmissão de energia será a Norte, com 4.752 km de linhas, ao valor de R$ 4,9 bilhões. O Sudeste e o Centro-Oeste receberão 2.705 km de linhas, a R$ 1,5 bilhão. A Região Nordeste ganhará 2.418 km de linhas, com investimento de R$ 1,5 bilhão. O Sul terá 625 km de linhas, a um custo de R$ 500 milhões. 

 Mais R$ 6,2 bilhões serão investidos em subestações e equipamentos nas cinco regiões.