Gregos fazem nova greve geral contra a austeridade econômica

A Grécia tem nesta quarta-feira uma nova greve geral convocada pelos principais sindicatos para protestar contra o plano de austeridade imposto pela União Europeia e o Fundo Monetário Internacional.

Médicos, advogados e professores são algumas categorias convocadas à greve pelos sindicatos do setor privado (GSEE) e do setor público (Adedy).

O principal partido de oposição, Syriza (esquerda radical), espera que a greve ajude a derrubar o frágil governo de coalizão entre a direita e a esquerda moderada, dirigido pelo primeiro-ministro conservador Antonis Samaras.

As autoridades aeroportuárias cancelaram ou adiaram voos. Os hospitais trabalharão com um número reduzido de funcionários.