Preço da cesta básica fica estável na terceira semana

A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, informou que o valor da cesta no município de São Paulo não apresentou variação no período de 18 a 24 de janeiro. De 31 produtos pesquisados, 11 apresentaram alta de preço, de acordo com a pesquisa diária realizada pelo órgão em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O preço médio, que no dia 17/01/13 era R$ 383,70 manteve-se o mesmo em 24/01/13.

Por grupo, foram constatadas as seguintes variações: Alimentação: 0,12%; Limpeza: -0,87% e Higiene Pessoal: -0,21%A variação no mês de janeiro/2013 ficou em 1,71% (base 27/12/12) e nos últimos 12 meses 13,29% (base 24/01/12).No período de 18/1 a 24/1/13, os produtos que mais subiram foram: cebola (kg) (4,53%); biscoito maisena (pacote 200g) (4,38%); farinha de trigo (pacote 1kg) (3,89%); feijão carioquinha (pacote 1 kg) (2,36%) e café em pó papel laminado (pacote 500g) (1,51%).As maiores quedas foram: linguiça fresca (kg) (2,09%); absolvente aderente (pacote 10 unidades) (1,95%); frango resfriado (kg) (1,80%); ovos brancos (dz) (1,75%) e leite em pó integral (embalagem 400-500g) (1,73%).

Dos 31 produtos pesquisados, na variação semanal, 11 apresentaram alta, 17 diminuíram de preço e três permaneceram estáveis. Os produtos que mais pressionaram, positiva e negativamente, no período, considerando os respectivos pesos na cesta, foram, nesta ordem: carne de primeira (kg) (0,14%); carne de segunda s/osso (kg) (0,13%); feijão carioquinha (pacote 1kg) (0,10%); café em pó papel laminado (pacote 500g) (0,07%); biscoito maisena (pacote 200g) (0,06%); frango resfriado inteiro (kg) (-0,13%); leite em pó integral (embalagem 500-500g) (-0,09%); açúcar refinado (pacote 5kg) (-0,07%); arroz (pacote 5kg) (-0,06%) e ovos brancos (dz) (-0,05%).