Déficit comercial no Japão bate recorde em 2012

O Japão registrou um déficit comercial recorde em 2012, anunciou nesta quinta-feira o ministério das Finanças. No ano passado, o déficit comercial do Japão foi quase o triplo do constatado no ano catastrófico de 2011, e se estabeleceu em 6,9273 trilhões de ienes (58 bilhões de euros, 77,235 bilhões de dólares).

Este fato inédito se deveu à queda das exportações (pela crise da dívida na Europa, pelo custo da moeda japonesa e pela desaceleração da atividade mundial) e a uma fatura energética inflada pelas exportações de gás e de outros combustíveis para compensar a paralisação das centrais nucleares.

O Japão lamentou em 2012 seu déficit comercial anual com a UE, resultante de uma queda das exportações de automóveis, componentes eletrônicos e equipamentos científicos.

No ano passado, as vendas de mercadorias do Japão aos países da UE diminuíram 14,7%, a 6,5 trilhões de ienes (55,5 bilhões de euros, 73,9 bilhões de dólares).

As importações aumentaram 3,6%, a 6,6399 trilhões de ienes (56,75 bilhões de euros, 75,57 bilhões de dólares).

No total, o déficit para o Japão foi de 139,7 bilhões de ienes (1,25 bilhão de euros, 1,664 bilhão de dólares).