Fórum Econômico Mundial começa hoje em Davos

Começa nesta quarta-feira, em Davos, na Suíça, o Fórum Econômico Mundial, que vai reunir mais de 1.500 líderes empresariais e cerca de 50 chefes de estado ou de governo. As discussões vão girar em torno dos desafios que economias e empresas enfrentam para passar pela crise global.

Os impactos de políticas monetárias de estímulo também estarão na pauta, assim como as políticas protecionistas, dinamismo e adversidade. 

São esperadas as presenças da chanceler alemã, Angela Merkel; do primeiro ministro inglês, David Cameron; do primeiro ministro russo, Dmitry Medvedev; e do primeiro ministro italiano, Mario Monti.

Além deles, vão participar do encontro deste ano Kofi Annan, ex-presidente da ONU; o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon; Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu; Angel Gurría, secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE); Robert D. Hormats, subsecretário de Estado dos EUA para Assuntos Econômicos, Energia e Assuntos Agrícolas; Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial; Christine Lagarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI); Pascal Lamy, diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC); e Olli Rehn, vice-presidente da área econômica, monetária e de assuntos internos da Comissão Europeia.

Também são aguardados mais de 2.500 participantes de cerca de 100 países representando as áreas de negócios, governo e sociedade civil.

A programação do evento começou nesta terça-feira, quando houve a entrega de prêmios Cristal para a atriz sul-africana Charlize Theron e para o artista plástico brasileiro Vik Muniz.