Com feriado nos EUA, bolsas devem apresentar volatilidade

Nesta segunda-feira, 21, as principais bolsas de valores mundiais devem apresentar volatilidade em dia onde não haverá negociações em Wall Street, devido ao feriado nacional. Por aqui, o Ibovespa, deverá apresentar certa volatilidade por conta do vencimento de opções sobre ações na BMF&BOVESPA.

Contudo, a bolsa do Japão encerrou o primeiro pregão da semana em baixa, em compasso com a apreciação do iene. O índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou em queda de 1,52%. O Nikkei-225 dos principais valores perdeu 165,56 pontos, a 10.747,74 pontos. Enquanto isso, os principais índices acionários da China exibiram alta moderada.

Na Europa, as bolsas devolveram os ganhos da abertura e operam em níveis próximos ao fechamento da sessão anterior, em movimento de cautela com as conversas dos ministros das Finanças da Área do Euro, que realizam hoje em Bruxelas sua primeira reunião de 2013.

Há pouco, o CAC-40, de Paris, registrava ganhos de 0,25%, aos 3.750 pontos. E o DAX, de Frankfurt, valorizava 0,38%, aos 7.731 pontos. E o índice FTSE-100, de Londres, apresentava alta de 0,56% aos 6.166 pontos.

Na agenda do Velho Continente, foi divulgado que o Índice de Preços ao produtor alemão recuou em dezembro. No último mês do ano, o índice recuou 0,3% em comparação com o mês anterior, segundo informações divulgadas hoje, 21, pelo Destatis, o Escritório de Estatísticas do país. Em novembro o índice caiu 0,1%. Contudo, as estimativas do mercado apontavam para um equilíbrio no último mês do ano.

Em Wall Street, os mercados financeiros permanecem fechados hoje devido ao feriado. Mas a informação mais comentada é a posse do Presidente Barack Obama. Ontem, Obama fez o juramento de seu segundo mandato como presidente dos Estados Unidos.

Abrindo a agenda de indicadores econômicos brasileiros, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou, no segundo decêndio de janeiro, variação de 0,34%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). No mês anterior, para o mesmo período de coleta, a variação foi de 0,69%.

Por outro lado, a projeção dos analistas do mercado financeiro para o desempenho da economia brasileira em 2013 e 2014 apontaram divergências, segundo dados do boletim Focus divulgado pelo Banco Central (BC). Na medição, a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional para 2013 recuou de 3,20% para 3,19%. Já para 2014, o prognóstico do PIB permaneceu em 3,60%.

Para finalizar, no mercado de câmbio o real deve apresentar desvalorização em relação ao dólar.