Valor de mercado de empresas de energia cai 18% desde setembro

O valor de mercado de 34 empresas de capital aberto brasileiras do setor de energia elétrica caiu 18,03% do dia 06 de setembro de 2012, data na qual o governo informou que iria ocorrer redução de tarifas, até a quinta-feira, de acordo com levantamento da Economatica. O valor era de R$ 206,40 bilhões e atingiu $ 169,17 bilhões, redução de R$ 37,23 bilhões.

A empresa do setor com maior queda nominal de valor foi a Cemig. No mês de setembro a empresa tinha valor de mercado de R$ 28,42 bilhões já no dia 10 de janeiro o valor era de R$ 18,56 bilhões, ou seja, queda de R$ 9,85 bilhões (34,67%).

A empresa com a maior queda percentual de valor no período foi a Eletrobrás, com queda de -48,46%. O valor de mercado da empresa em seis de setembro de 2012 era de R$ 19,22 bilhões contra R$ 9,90 bilhões.

Das 34 empresas analisadas, dez possuem valor de mercado inferior ao seu patrimônio liquido. A Eletrobrás é a empresa com a menor relação, o valor de mercado da empresa em janeiro é de R$ 9,90 bilhões contra patrimônio liquido de R$ 79,58 bilhões. Ou seja, o mercado paga apenas 12,45% do que a empresa vale de fato.

No grupo de empresas do setor, a relação de valor por patrimônio é de 94,22%, o que significa que o mercado esta pagando pelas empresas do setor de energia elétrica 5,78% a menos do que elas valem, segundo a consultoria.