BC vê PIB de 0,6% como uma reação importante da economia

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, disse nesta sexta-feira que a expansão de 0,6% do PIB no terceiro trimestre é uma reação importante da economia brasileira.

"O fato de o PIB ter vindo abaixo do que os indicadores estavam apontando, não significa que o PIB não tenha mostrado uma reação importante frente a trimestres anteriores", enfatizou. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o crescimento de 0,6% no terceiro trimestre deste ano representa, de fato, aceleração (embora menor do que o estimado pelo BC, pelo governo e pelos economistas do mercado financeiro) frente aos trimestres anteriores.

No quarto trimestre do ano passado, por exemplo, a taxa de expansão, sobre os três meses anteriores, foi de 0,1%. O mesmo percentual de crescimento do PIB foi registrado no primeiro trimestre de 2012. Já no segundo trimestre deste ano, a taxa de expansão foi um pouco maior: de 0,2%. Os dados, do IBGE, referem-se sempre a trimestres anteriores.

Entre os setores, o maior crescimento foi registrado pela agropecuária, com alta de 2,5% na comparação com o período de abril a junho – menor, no entanto, que a alta de 6,8% vista no trimestre anterior.