Fecomércio-RJ elogia manutenção da Selic

Entidade pede mudança se ritmo da economia diminuir

A Federação do Comércio do Rio (Fecomércio-RJ) elogiou a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de manter a taxa básica de juros da economia em 7,25%. O presidente da entidade, Orlando Diniz, disse, em nota, que “coerente com os últimos sinais emitidos, o Copom manteve a taxa básica de juros em 7,25%, patamar aproximado a vigorar ao longo do próximo ano”.

Ainda segundo ele, “a economia brasileira ganhou impulso neste fim de 2012, mas sob efeito de reduções dos juros já realizadas, que não darão a mesma mão ao crescimento doméstico no próximo ano na comparação com períodos recentes, ao passo que, em sentido inverso, o impacto das variações de commodities sobre os preços, suscitado por problemas climáticos, sobretudo nos Estados Unidos, permaneceu no cenário".

Na opinião do presidente da Fecomércio-RJ, a se confirmar o atual ritmo economia nacional, “influenciado por um ritmo econômico global mais brando que o previsto, pelo comportamento hesitante do comércio internacional e pelas incertezas em torno da recuperação da indústria e, principalmente dos investimentos, o governo precisará agir, ir além de ajustes improvisados na folha de pagamento das empresas e de incentivos aleatórios a segmentos da produção, que por ora servem de pretexto para postergar uma reforma tributária mais ampla e capaz de elevar a competitividade das empresas”.