Demanda por energia cresce 2,8% em outubro, informa EPE

O aumento do consumo de energia elétrica das classes comercial e residencial, devido à ocorrência de temperaturas altas ao longo do mês, levou a demanda por energia crescer 2,8%  em outubro deste ano, em comparação ao mesmo mês do ano passado.

Segundo dados da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica, divulgado hoje (28) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o consumo nacional de energia elétrica em outubro foi 37,7 mil gigawatts-hora (GWh).

“A classe comercial continua crescendo a taxas elevadas, atingindo aumento de 7,1% no mês, estimulado pela ocorrência de temperaturas mais altas. O clima mais quente também impulsionou o consumo das residências, que aumentou 4,4% no mês de outubro, mantendo a taxa anualizada no mesmo patamar de crescimento (4,1%)”.

Com base nos resultados de outubro, a EPE mantém a previsão de que a demanda por energia elétrica no país feche 2012 com expansão acumulada de 3,3%, o que deverá totalizar, segundo as  projeções da EPE, em um consumo total de 447,5 mil GWh.

Em contrapartida, o consumo industrial continua em níveis muito abaixo do desejado e voltou a fechar negativo, depois da queda de 1,3% no índice dessazonalizado em setembro frente a igual mês de 2011.  O índice esperado é acima de 2%, pois o consumo industrial é o principal indicador do comportamento da economia. É a quinta queda consecutiva do consumo industrial este ano, impactada pelo cenário econômico internacional.