Inflação semanal sobe apenas no Recife na segunda prévia do mês

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) subiu apenas no Recife, entre as sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na segunda semana de novembro. Nas demais cidades, houve redução da taxa, com exceção de Salvador, onde houve estabilidade e a taxa permaneceu em 0,78%.

Segundo os dados divulgados hoje (19), no Recife, os preços aumentaram de 0,58% para 0,65%, a maior alta entre as capitais, enquanto em Porto Alegre (de 0,41% para 0,28%) e em São Paulo (0,43% para 0,30), os produtos registram as maiores reduções de preços, de 0,13 ponto percentual, em ambas as cidades.

Em Brasília e Belo Horizonte, os consumidores também puderam observar aumento menor na inflação, de 0,41% para 0,33%, na capital federal, e de 0,54% para 0,46%, na capital mineira. No Rio de Janeiro, a taxa diminuiu de 0,17% para 0,12%. 

Em média, o IPC-S de 15 de novembro, também divulgado hoje pela FGV, ficou em 0,35%, abaixo do indicador da apuração anterior (0,43%).