Dólar recua nesta segunda-feira

O dólar comercial operava com queda de 0,10% nas primeiras ofertas do dia diante do otimismo nos Estados Unidos. A moeda norte-americana era cotada a R$ 2,075 na compra e R$ 2,077 na venda.

De acordo com relatório da Lerosa Investimentos, nesta manhã os mercados se recuperam, com o dólar perdendo força e os investidores recompondo sua exposição ao risco. A perspectiva mais positiva no encontro entre o presidente Obama e o congresso, na sexta feira passada, ajuda a elevação da exposição ao risco na Ásia e Europa, bem como a rolagem sem turbulências na Grécia. O País também é o centro das atenções nesta semana, quando será decidida a liberação dos recursos internacionais “congelados” desde junho deste ano. O FMI, BCE e o a comunidade europeia devem avaliar as condições fiscais do país e calcular o tamanho dos recursos necessários para a estabilização das contas públicas gregas. O viés é positivo para esta manhã, com o euro subindo 0,23%, negociado a US$ 1,2771. A incerteza permanece no mapa dos investidores, mantendo os mercados com volatilidade mais elevada do que o normal.

No Velho Continente, investidores aguardam algum sinal positivo na reunião do Eurogrupo e do Conselho Europeu que acontece no decorrer da semana.

Em Wall Street, o presidente Barack Obama advertiu que será necessário tomar decisões difíceis para superar o estancamento das negociações para a redução do déficit nos Estados Unidos antes do final do ano, para buscar um acordo fiscal que evite cortes do gasto público e altas de impostos a partir de janeiro, cenário conhecido como "abismo fiscal".

Por aqui, abrindo a agenda de indicadores brasileiros, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado como referência para reajustar contratos de aluguel, registrou no segundo decêndio de novembro variação de -0,16%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Além disso, índice de preços ao consumidor – semanal referente a semana de 15 de novembro apresentou variação de 0,35%, 0,08 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Para finalizar, a previsão para a taxa de câmbio em 2012 ficou em R$ 2,03, segundo dados do boletim Focus. Para 2013 a taxa ficou em R$ 2,02.