Rio Franchising: linha de crédito para franquias

Feira, de hoje (27) a sábado (29), no Riocentro, deve movimentar R$ 150 milhões

O presidente da Agência de Fomento do Estado do Rio deJaneiro (Investe Rio), Domingos Vargas, acaba de anunciar, durante a cerimônia de abertura da Rio Franchising Business, o lançamento de uma linha de crédito voltada para o mercado de franchising.  O produto é destinado a redes franqueadoras que planejam expandir seus negócios no estado.

“O objetivo é gerar mais empregos no Rio e contribuir com o aumento da renda”, disse Vargas, que ainda hoje assina convênios com duas redes de franchising.  O volume de crédito pode chegar a até R$ 1,5 milhão por franqueado, com juros entre 0,68% e 1,01% ao mês e prazo de até 60 meses.

Promovida e organizada pela Fagga | GL exhibitions e realizada pela Associação Brasileira de Franchising do Rio de Janeiro (ABF-Rio), a feira de negócios vai até sábado, no pavilhão 4 do Riocentro.  Na cerimônia de abertura, a presidente da ABF-Rio, Fátima Rocha, enfatizou que o Rio é hoje uma vitrine de negócios para o mundo. “Montar um negócio aqui, neste bom momento econômico, representa uma grande oportunidade”, afirmou.  A expectativa é que o evento movimente R$ 150 milhões em negócios.

Ricardo Bonemy, presidente da ABF nacional, elogiou a Rio Franchising Business, que em sua sexta edição já é a segunda maior feira de franchising da América Latina, e estimou para o setor um crescimento de 15%.  O número de pontos de venda deverá alcançar 100 mil e o de empregos, 900 mil. “Continuaremos com crescimento de dois dígitos pelos menos pelos próximos cinco anos”, previu Bomeny.

Para o presidente da GL events Brasil, Arthur Repsold, o desempenho do setor reflete o bom momento econômico da cidade, do estado e do país, e as novas linhas de crédito irão estimular ainda mais esse ciclo virtuoso.  Ele disse acreditar que o número de visitantes da feira deve ultrapassar os 25 mil previstos inicialmente.

Ricardo Wargas, gerente da Área de Inovação e Acesso a Tecnologia do Sebrae-Rio, enfatizou a importância das parcerias que o Sebrae realiza com empresas e associações como a Caixa, a ABF e a Fagga | GL exhibitions em prol das micro e pequenas empresas. Já a superintendente regional da Caixa, Neuma Tavares, anunciou que o banco já é o terceiro maior em crédito no país, e que apoia de modo consistente o setor de franchising. “A Caixa identifica o sucesso do setor e desenvolveu uma linha específica, que é a Caixa Franquias”, disse. O estande do banco na feira estará divulgando este e outros produtos.

Store in store: praticidade e conveniência atrai consumidor

A escassez de pontos comerciais disponíveis e a elevação do preço do metro quadrado nos grandes centros urbanos vêm consolidando o modelo de franquia store in store (loja dentro da loja), utilizado há 15 anos na Europa e nos Estados Unidos. Os especialistas apontam o maior fluxo de consumidores como um dos benefícios do modelo. O ideal é que as duas marcas que dividem o mesmo espaço operem com serviços ou produtos complementares. "A associação de duas redes fortes e a possibilidade de venda casada são muito atraentes para as franquias e conveniente para o consumidor” explica Carolina Riente, diretora de negócios da Rio Franchising Business. 

O Grupo Fitta, que atua no mercado de varejo de câmbio, vai lançar na feira o Corner Fitta, que prevê a divisão de um mesmo ponto comercial com uma ou mais empresas de atividades afins, como empresas de turismo, por exemplo. “Os custos menores e o maior fluxo de pessoas que procuram produtos ou serviços sinérgicos tornam a prática ainda mais atrativa e rentável”, afirma o diretor comercial da Fitta Turismo, Luiz Ramos. Nesse modelo, taxa de franquia é de R$ 30 mil e os custos em obras,  investimento inicial em marketing, capital de giro e estoque de moeda estrangeira fica ao redor de R$ 120 mil. O prazo estimado para o retorno do investimento é de 24 meses. 

Não há necessidade de entender sobre câmbio. “Um de nossos diferenciais competitivos é o fato de termos consultoria especializada e  ensino a distância, além de cursos presenciais. Ou seja, ensinamos aos nossos franqueados absolutamente tudo sobre como gerenciar a sua loja, desde suporte de marketing ao suporte jurídico até na relação com suas equipes e parceiros locais. Além disto, tem algo que sempre é fundamental: Gostar de lidar com gente!”, detalhou o executivo. 

O Grupo Trigo, holding brasileira formada pelas redes Spoleto, Domino’s Pizza e Koni Store, soma mais de 450 unidades e somente a rede Spoleto responde por mais de 200 franqueados. Em 2011, a holding ampliou seu faturamento em 18%, para R$ 490 milhões, e planeja crescer mais 20% este ano. Uma das estratégias é justamente a aposta no modelo store in store entre Domino´s e Spoleto (união das duas marcas em um mesmo espaço).

O Rei do Mate, que também estará na feira, possui 328 franquias em 19 estados, sendo o Rio de Janeiro a nossa segunda maior praça de operação, com mais de 100 unidades. A marca atua com o formato store in store e possui sete unidades nesse formato junto às marcas de artigos esportivos Decathlon (Vila Guilherme e Ribeirão Preto/SP); Yamamura/SP; de materail de construção Dicico (Marginal Tietê, Ipiranga e Radial Leste/SP) e Leroy Merlin Jacarepaguá/RJ. 

Em Ribeirão Preto e Paulínia duas franquias de alimentação que se complementam dividem o mesmo PDV: Subway e a iogurteria Thathagurt, do grupo Montana Grill, fundando pela dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó. A primeira oferece a refeição principal e a segunda a sobremesa.