Ibovespa se descola do exterior e sobe 

Após iniciar pregão em baixa, o principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, opera com ganhos puxado pela alta da ações de empresas que tem grande participação na bolsa. Há pouco, o Ibovespa valorizava 0,64%, aos 61.710 pontos. O giro financeiro da bolsa marcava R$ 1.868 bilhão.

De acordo com relatório diário da Lerosa Investimentos, o dia de hoje para as bolsas não é positivo. Nosso principal parceiro comercial, a China, mostra sinal de fraqueza. Os principais compradores chineses, os europeus e americanos, mostram também desânimo com a atual situação do crescimento e os indicadores são de que a crise europeia tarda em ser resolvida.

Na Europa, investidores avaliam o impasse nas negociações sobre o organismo de supervisão bancária regional, depois que a chanceler alemã, Angela Merkel, demonstrou ressalvas em relação ao apelo do presidente francês, François Hollande, para colocá-lo em operação o mais rápido possível.    

Por lá, foi divulgado que o índice de clima dos negócios na Alemanha recuou pela quinta vez consecutiva em setembro, segundo pesquisa do instituto Ifo realizada com 7000 empresários. A retração do indicador, que caiu de 102,3 para 101,4 pontos, foi explicada tanto pela deterioração da situação corrente dos negócios, quanto pelo maior pessimismo com o futuro.

Por aqui, o Ibovespa, se descola do cenário externo, pois ações de empresas que tem grande participação na bolsa estão em alta. Há pouco, o índice, valorizava 0,64%.

Abrindo a agenda de indicadores brasileiros, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas avançou 1,4% entre agosto e setembro de 2012, ao passar de 120,4 para 122,1 pontos.

Já o IPC-S de 22 de setembro de 2012 apresentou variação de 0,53%1, 0,04 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

E segundo o Boletim Focus, do Banco Central (BC), a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional para 2013 permaneceu em 4,00%. Já para este ano, o prognóstico do PIB ficou em 1,57%. E a previsão para a taxa de câmbio em 2012 permaneceu em R$ 2,00. Para 2013 a taxa ficou em R$ 2,00.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da Gol (PN) que avançavam 4,17% e a V-Agro (ON) que apresentavam alta de 2,78%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da Cielo (ON), que recuavam 2,76% e a Embraer (ON) que apresentavam revés de 2,11%.