Bolsas europeias declinam à espera de notícias sobre a reunião de Cúpula

Bolsas europeias fecham o pregão descrentes ante a reunião europeia que busca em Bruxelas soluções para Itália e Espanha. Diante deste cenário, em Londres, o índice FTSE 100 fechou com queda de 0,56% aos 5.493 pontos, o DAX, em Frankfurt, obteve perdas de 1,27% aos 6.149 pontos; e em Paris, o índice CAC-40 desvalorizou 0,37% aos 3.051 pontos.

Mercados europeus fecharam em queda, motivados por taxa recorde de desemprego na Alemanha e à espera de notícias sobre a reunião de Cúpula de líderes da União Europeia.

Na agenda do Velho Continente o destaque ficou para o nível recorde de desemprego na Alemanha, caiu para 6,6% em junho, o menor percentual desde 1991, ante os 6,7% reportados em maio, informou hoje a Agência Federal de Emprego.

Enquanto isso, no Reino Unido, o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 0,2% no primeiro trimestre na comparação anual, sendo que na leitura anterior o declínio havia sido de 0,1%, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês) britânico.

Entre as divulgações, a confiança na Eurozona continua abalada diante da crise que ronda a região. Com isso, o índice de confiança de empresários e consumidores registrou queda em junho na Eurozona pelo terceiro mês consecutivo, anunciou a Comissão Europeia.  O índice de confiança econômica ficou em 89,9 pontos, 0,6 a menos que no mês anterior, na zona do euro. No conjunto da União Europeia permaneceu estável, a 90,4 pontos.

Por fim, a Itália emitiu títulos nesta quinta-feira no valor de 5,42 bilhões de euros a cinco e dez anos, com taxas de juros em leve alta na comparação com as operações anteriores.