Agência Moody's rebaixa notas de oito bancos brasileiros 

Oito bancos brasileiros tiveram notas rebaixadas pela agência de classificação de risco Moody's, nesta quarta-feira. O pior caso foi o do Banco Votorantim, que foi rebaixado em um grau abaixo do nível do rating da dívida soberana do país.

Bradesco, Itaú Unibanco e o banco de investimentos do Banco Itaú BBA foram rebaixados em um grau acima do rating soberano1. 

Outras quatro instituições (Banco do Brasil, Safra, Santander e HSBC Bank Brasil - Banco Múltiplo) foram realocadas ao nível do rating de crédito soberano do Brasil, ou seja, o grau de investimento Baa2.

Segundo a agência, a revisão em baixa dos ratings dos oito bancos afetados leva em conta a extensão em que seus negócios dependem do ambiente doméstico macroeconômico e financeiro; o grau da dependência baseada no mercado e, portanto, mais confiança sensível; além do financiamento, e suas exposições diretas ou indiretas à dívida soberana nacional, em comparação com as suas bases de capital.