Bolsas europeias fecham mistas à espera da reunião da Cúpula da UE 

As principais bolsas europeias fecharam o pregão desta terça-feira em direções opostas, em um mercado preocupado com o futuro da zona do euro e com os resultados da decisiva reunião de quinta e sexta-feira em Bruxelas. Diante deste cenário, em Londres, o índice FTSE 100 fechou com alta de 0,16%, aos 5.459 pontos, o DAX, em Frankfurt, obteve ganhos de 0,14%, aos 6.141 pontos; e em Paris, o índice CAC-40 desvalorizou 0,38%, aos 3.010 pontos.

De acordo com Newton Rosa, economista-chefe da SulAmérica Investimentos, os investidores acreditam que vão sair uma série de boas intenções, porém, sem nada concreto.

Diante deste cenário desanimador e preocupante a agência de classificação financeira Moody's reduziu ontem, 25, a nota da dívida de 28 bancos espanhóis e dois emissores de crédito, após a decisão da Espanha de oficializar seu pedido de "ajuda financeira" à Europa para suas instituições financeiras.

Coincidindo com o rebaixamento feito pela agência, o governo italiano aprovou nesta terça-feira o resgate com um máximo de € 2 bilhões do banco mais antigo do mundo, o Banca Monte dei Paschi di Siena (BMPS), devido à situação delicada em que se encontra, informaram fontes oficiais.

Além disso, as incertezas diante do novo governo da Grécia continuam, apenas seis dias depois da formação. A impossibilidade de Rapanos de assumir o cargo e uma cirurgia urgente a que foi submetido no fim de semana o primeiro-ministro Samaras causou certa inquietação.  Com isso, o economista e ex-banqueiro Yanis Sturnaras, 55 anos, foi nomeado nesta terça-feira como o novo ministro das Finanças do país.

Por fim, na agenda de indicadores, o destaque ficou por conta dos que compõem o índice de confiança do consumidor alemão de junho que apresentaram sinais mistos, porém apontam para uma alta na confiança em julho, segundo divulgou esta manhã o instituto GfK. Após três altas consecutivas, o componente de expectativas com a economia recuou acentuadamente em junho, de 16,6 para 3 pontos, refletindo as tensões políticas na região do euro no período.