Dados da Alemanha e Reino Unido alavancam o Ibovespa 

No último pregão da semana, o Ibovespa opera com ganhos influenciado pelo cenário externo que assimila os dados positivos do varejo no Reino Unido e de confiança nos negócios na Alemanha.  Há pouco, o Ibovespa valorizava 0,49%, aos 62.922 pontos, com giro financeiro de R$ 2.209 bilhões.

Segundo relatório da Banif Corretora, no Brasil, nenhum indicador relevante é esperado.

Já a agenda do Velho Continente de hoje trouxe dados positivos relacionados ao Reino Unido e à Alemanha animando os investidores mundiais. No Reino Unido, foi divulgado que as vendas no varejo britânico apontaram avanços de 1,8% no mês de março, segundo informações divulgadas pelo ONS, o Escritório de Estatísticas Nacional.

Na Alemanha o resultado também veio em linha com o indicador anterior aumentando o apetite ao risco dos investidores. Na Europa, o índice IFO de confiança dos empresários da Alemanha registrou alta pelo sexto mês consecutivo em abril, de acordo com relatório da Banif Corretora. Neste contexto, o Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha registrou avanço de 0,6% no mês de março ante o mês imediatamente anterior, segundo informações divulgadas hoje pelo Destatis, o Escritório de Estatísticas do país.

Sem agenda de indicadores econômicos, em Wall Street o ambiente é recheado de balanços financeiros de empresas do país. Neste sentido, hoje a GE anunciou que obteve no primeiro trimestre de 2012 ganhos operacionais de US$ 3,6 bilhões ou US$ 0,34 por ação, um aumento de 1% e 3%, respectivamente, a partir do primeiro trimestre de 2011.

E hoje também o McDonald´s anunciou que as vendas globais aumentaram 7,3% no primeiro trimestre de 2012, e beneficiou de um dia adicional devido ao ano bissexto. Com isso as receitas consolidadas aumentaram 7% (8% em câmbio constante).

Com poucas divulgações na agenda, por aqui, o Ibovespa opera com ganhos de 0,49%, influenciado pelo mercado externo que apresentou dados bem animadores hoje.

Na agenda destaque para a Fundação Getúlio Vargas (FGV) que divulgou que a prévia da Sondagem da Indústria de abril de 2012 mostra um avanço de 0,2% do Índice de Confiança da Indústria (ICI) na comparação com o mês anterior.

Acompanhando o ambiente internacional por aqui o dia é cheio de balanços financeiros. Entre as divulgações a Randon S.A. Implementos e Participações atingiu no mês de março receita líquida de atingiu R$ 330,7 milhões ou 11,7% menos que a apresentada em março de 2011.

Já a América Latina Logística (ALL) obteve aumento de 6,4% no seu EBITDA consolidado no primeiro trimestre de 2012 quando comparado ao EBITDA do 1T11, de R$ 301,7 milhões para R$ 320,8 milhões.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da MMX (ON), que avançavam 2,46% e o Itaú Unibanco (PN) que apresentavam alta de 2,38%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis do Cyrela (ON), que recuavam 3,30 % e Embraer (ON) que apresentavam revés de 2,48%.