FMI elogia decisão decisão da Zona do Euro de elevar fundo contra a crise

A diretora-gerente do Fundo Monetária Internacional, Christine Lagarde, elogiou nesta sexta-feira a decisão da Zona Euro de fortalecer seu fundo de solidariedade, avaliando que isso ajudará o FMI a encontrar recursos extras.

"A combinação do MES (Mecanismo Europeu de Estabilidade) e do FESF (Fundo Europeu de Estabilidade Financeira), além de outros esforços recentes da Europa, fortalecerá o corta-fogos europeu e sustentará os esforços do FMI para aumentar seus recursos disponíveis em benefício de todos seus membros", afirmou Lagarde em um comunicado.

"Saúdo a decisão dos ministros da Zona Euro de reforçar o fundo contra a crise europeu", escreveu, ao término de uma reunião dos ministros das Finanças do Eurogrupo en Copenhague.

O termo "corta-fogos" designa os recursos financeiros que os governos adotaram para responder a eventuais crises de finanças públicas.

O FMI anunciou em janeiro que estava procurando mais fundos para aumentar em 500 bilhões de dólares sua capacidade de crédito.