Para proteger indústria, governo vai sobretaxar produtos importados 

O governo decidiu aumentar a alíquota de Cofins para produtos importados em circulação no mercado brasileiro. A medida é uma das que serão anunciadas na próxima semana pelo governo na tentativa de proteger e fortalecer a indústria e foi informada pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abine), Humberto Barbato. A declaração foi dada logo após reunião do setor com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Segundo Barbato, o aumento valerá, em princípio, para 35 produtos usados na geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. "Mas pode ser que seja ampliado para outros componentes", afirmou. 

Em contrapartida, bens semelhantes a esses 35 produtos que forem fabricados no Brasil terão a alíquota de contribuição patronal para a Previdência zerada e passarão a pagar 1% do faturamento bruto.

Ao longo de março, Mantega reuniu setores da indústria para discutir as condições de desoneração da produção brasileira. Na reunião de hoje, o ministro também conversou com representantes dos fabricantes de plástico e ônibus, para quem prometeu as mesmas medidas garantidas à Abine.