Apesar de dados negativos dos EUA, bolsas europeias fecham alta 

As bolsas europeias fecharam o pregão desta sexta-feira (16) em alta, por conta do otimismo em relação ao sistema financeiro e aos produtos de commodities do continente. A trajetória dos mercados financeiros europeus nas últimas sessões é de valorização. 

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 subiu 0,42%, aos 5.965,58 pontos. O principal índice da Bolsa de Frakfurt, o DAX, avançou 0,19%, para 7.157,82 pontos. O CAC 40 da Bolsa de Paris subiu 0,41%, para 3.594,83 unidades, apresentando sua oitava sessão consecutiva de alta. O Ibex 35 da Bolsa de Madri ganhou 0,71%, fechando a 8.486,30 pontos.

Parte do entusiasmo foi devido ao anúncio do presidente executivo do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (EFSF, na sigla em inglês), Klaus Regling, de que o fundo deverá emitir três diferentes modalidades de bônus durante a semana que vem. A medida visa captar 4,5 bilhões de euros.

As bolsas iniciaram o pregão com muitos ganhos, mas resultados abaixo do esperado pelo mercado, como os dados da produção industrial norte-americana, que apresentou estagnação em fevereiro, arrefeceram os ânimos dos investidores. Outro dado negativo foi a divulgação do Michigan Sentiment, que projeta a confiança do consumidor na economia dos Estados Unidos, fechando março em patamar menor do que o esperado por especialistas.