IPC recua a 0,40% em março

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) - que compõem o Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) - registrou variação de 0,40%, em março, ante 0,41%, em fevereiro. A maior contribuição para este movimento partiu do grupo Educação, Leitura e Recreação (2,40% para 0,17%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item cursos formais (4,68% para 0,04%). As informações foram divulgadas hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Também foram computados decréscimos nas taxas de variação de outras três classes de despesa: Comunicação (0,32% para -0,10%), Transportes (0,42% para 0,32%) e Despesas Diversas (0,51% para 0,11%). Os itens que mais influenciaram esses grupos foram: tarifa de telefone residencial (0,97% para -0,37%), tarifa de ônibus urbano (2,26% para 0,57%) e cartório (4,34% para 0,26%), respectivamente.

Em contrapartida, registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Habitação (0,28% para 0,77%), Vestuário (-0,45% para 0,29%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,33% para 0,55%) e Alimentação (0,17% para 0,25%). Nestas classes de despesa, vale mencionar o comportamento dos preços dos itens: empregada doméstica mensalista (0,08% para 4,09%), roupas (-0,81% para 0,23%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,34% para 0,64%) e frutas (1,89% para 5,78%), respectivamente.