Justiça desbloqueia R$ 20 milhões de bancos brasileiros ligados à Líbia 

A Justiça Federal em São Paulo desbloqueou R$ 20 milhões em ativos financeiros dos bancos ABC Brasil S.A. e ABC Brasil DTVM, ligados indiretamente ao Banco Central da Líbia. O bloqueio foi solicitado pela União no ano passado para impedir que o dinheiro fosse usado pela resistência armada do então ditador Muammar Kadhafi que tentava se manter no poder apesar do descontentamento da população líbia.

O desbloqueio foi solicitado neste ano pela própria Advocacia-Geral da União (AGU). O órgão seguiu decreto presidencial de fevereiro que excluiu o Banco Central da Líbia e o Libyan Arab Foreign Bank da lista de entidades sujeitas às sanções estabelecidas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas em 2011.

O ditador Muammar Khadafi foi derrubado no ano passado depois de mais de 40 anos no poder. Um governo de transição foi formado em novembro para reconstruir e unificar o país até as novas eleições gerais. O Conselho Nacional de Transição indica que o país deverá escolher uma Assembleia Constituinte em junho.