Governo grego aprova plano de austeridade 

O primeiro-ministro da Grécia, Lucas Papademos, chegou a um acordo com o governo de coalizão para aprovar na madrugada deste sábado (11), no horário local, o acordo sobre a dívida alcançado com a Eurozona, que é acompanhado de novas medidas de austeridade. Esses cortes deverão ser votadas pelo Parlamento em uma sessão que será realizada no domingo, anunciou a agência oficial ANA. O Executivo aprovou o pacto por unanimidade, que salvará a Grécia da inadimplência do pagamentos de sua dívida em março, segundo a ANA.

Tensão

A aprovação coroou uma semana tensa em Atenas, após os representantes da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional discutirem com o governo grego sobre as condições necessárias para assegurar os 130 bilhões de euros do resgate financeiro.

Na quinta-feira (9), Papademos chegou a um acordo com os três líderes dos partidos da coalizão de governo da Grécia algumas horas antes de se encontrar com os representantes financeiros do Euro, em Bruxelas. No entanto, depois da reunião, o primeiro-ministro foi alertado que as medidas de corte precisavam ser mais trabalhadas. 

Com a AFP e Bloomberg