Começa em São Paulo o primeiro leilão de aeroportos 

Foi aberto às 10h de hoje (6), na sede da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o leilão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que irá transferir para o setor privado a exploração de três terminais aéreos internacionais: o de Cumbica, em Guarulhos, o de Viracopos, em Campinas e o Juscelino Kubitschek, em Brasília. 

Os concorrentes que vencerem a licitação vão assumir o compromisso de investir na ampliação desses aeroportos bem como na manutenção.

Os três terminais concentram 30% da demanda de passageiros do setor aéreo. Por eles também é escoada mais da metade da movimentação de carga (57%) com decolagens e aterrissagens de 19% da frota aérea brasileira. A fiscalização continuará a cargo da Anac.

Os valores mínimos são R$ 3,4 bilhões para o aeroporto de Guarulhos; R$ 1,5 bilhão para o de Campinas e R$ 582 milhões para o de Brasília, com contribuição fixa mínima ao sistema aeroportuário de R$ 5,477 bilhões. Serão considerados vencedores do leilão os concorrentes que apresentarem propostas que, somadas, atinjam a maior contribuição fixa ao sistema aeroportuário.