Gabrielli: Petrobras pode construir refinaria no PE sem PDVSA

O presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli conteve sua irritação nesta quarta-feira na capital baiana, ao ser indagado sobre o fato de a petrolífera venezuelana PDVSA não ter entregue ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) até ontem - prazo estabelecido pela direção das duas empresas - as garantias necessárias para assumir 40% dos custos da refinaria Abreu e Lima, que está sendo construída em Pernambuco pela estatal brasileira. As informações são da agência A Tarde

"No comments! (Sem comentários!)", reagiu. Os repórteres insistiram em saber se a não-concretização da parceria poderia inviabilizar o projeto e ele respondeu que não. 

"Estamos tocando a refinaria, estamos esperando eles apresentarem as garantias ao BNDES". Perguntado se precisariam de outro investidor, foi enfático: "nós temos condições de fazer a refinaria sozinhos". O investimento do projeto é estimado em R$ 26 bilhões e as negociações são para que a PDVSA assuma 40% desse total, cerca de R$ 10 bilhões que a Petrobras