União Europeia critica rebaixamento de nota dos países do bloco 

O comissário europeu de Assuntos Econômicos e Monetários, Olli Rehn, criticou a decisão da agência Standard & Poor de rebaixar a nota da dívida da França e de outros oito países da zona do euro. Segundo ele, trata-se de uma medida inconsistente.

O ministro das Finanças francês, François Baroin, por sua vez, disse que o país não permitirá que as agências ditem suas políticas.

A Standard & Poor reduziu a nota de crédito do país de AAA (a máxima possível) para AA+. Rumores de que a França seria rebaixada derrubaram as bolsas de valores de todo mundo, assim como a cotação do euro. A Áustria também deve ser rebaixada.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, se reuniu na última segunda-feira (9) com a chanceler alemã, Angela Merkel, para preparar a reunião do Conselho Europeu, marcada para 30 de janeiro. No encontro, a crise da dívida na zona euro voltará a ser discutida.