Agência de risco rebaixa nota de nove países europeus 

Agora, apenas Alemanha, Holanda, Finlândia e Luxemburgo têm avaliação máxima

A Standard & Poor's, agência que classifica o risco de investimento, rebaixou, nesta sexta-feira as notas de nove países da Europa, com destaque para França e Áustria, que desceram de "AAA" para "AA+".

As duas nações eram avaliadas com as notas mais altas na escala da agência, o que significa que suas dívidas representavam praticamente nenhum risco aos tomadores. Ambos também receberam perspectiva negativa, o que indica que podem ter suas notas novamente rebaixadas.

No novo cenário da Eurozona, apenas quatro países entre os 17 integrantes têm, agora, a classificação “AAA”: Alemanha, Holanda, Finlândia e Luxemburgo.

"Do nosso ponto de vista, as iniciativas tomadas pelos legisladores europeus nas últimas semanas podem ser insuficientes para tratar completamente do atual estresse sistêmico na zona do euro", afirmou, em nota, a Standard & Poor's. 

A Standard & Poor's também reduziu, nesta sexta, as avaliações de Chipre, Itália, Portugal e Espanha, em dois degraus. Malta, Eslováquia e Eslovênia "perderam" uma posição.  Chipre teve sua nota reduzida de BBB para BB+; Itália, de A para BB+; Portugal, de BBB- para BB; Espanha, de AA- para A; Malta, de A para A-; Eslováquia, de A+ para A; e Eslovênia, de AA- para A+.

As notas da Bélgica (AA), Estônia (AA-), Finlândia (AAA), Alemanha (AAA), Irlanda (BBB+) e Luxemburgo (AAA) e Holanda (AAA) foram mantidas.