Espanha registra contração no quarto trimestre 

A atividade econômica espanhola registrou contração no último trimestre de 2011, ‘em um ambiente de fortes tensões nos mercados financeiros e de deterioração das perspectivas de crescimento na Eurozona e no resto do mundo’, afirma o boletim mensal do Banco da Espanha, divulgado nesta quinta-feira. 

Na segunda-feira, o novo ministro da Economia da Espanha, Luis de Guindos, disse que o país certamente entraria em ‘crescimento negativo’ no último trimestre de 2011. 

O boletim aumenta os temores de que a Espanha já esteja em recessão depois que a economia, afetada por uma taxa de desemprego de 21,5%, registrou crescimento zero no terceiro trimestre. 

"Depois da estagnação da economia espanhola no terceiro trimestre, as informações econômicas disponíveis, ainda incompletas, indicam contração da atividade nos últimos meses do ano’, destacou o BC espanhol.