Lucro da Ambev é de R$ 1,6 bi no 3º trimestre

A Ambev registrou EBITDA (lucro antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações) normalizado de R$ 2,95 bilhões no terceiro trimestre de 2011, resultado orgânico 13,5% superior ao alcançado no mesmo período de 2010.

A receita líquida entre julho e setembro de 2011, foi de R$ 6,3 bilhões, 10,6% maior se comparada com o terceiro trimestre de 2010. O aumento nas despesas financeiras – ocorrido principalmente pelo impacto da desvalorização cambial sobre transações realizadas entre empresas do grupo Ambev e indexadas em dólares americanos e canadenses – impactou no lucro líquido da companhia, que apresentou queda de 9,5%, chegando a R$ 1,6 bilhão (normalizado) no trimestre. 

“É importante ressaltar que o impacto da desvalorização cambial sobre as transações intercompany no trimestre não tem nenhum efeito-caixa para a companhia”, afirma Nelson Jamel, vice-presidente financeiro e relação com investidores. 

O volume total de vendas da companhia atingiu 39,9 milhões de hectolitros no terceiro trimestre de 2011, 2,9% a mais na comparação com o mesmo trimestre de 2010. Deste total, as vendas de cerveja chegaram a 28,6 milhões de hectolitros (aumento de 1,8%) e as de refrigeNac (não-alcoólicos e não-carbonatados) a 11,3 milhões de hectolitros (crescimento de 5,7%). Já no acumulado até setembro, o volume total de vendas da companhia foi de 116,9 milhões de hectolitros, aumento orgânico de 0,8% em relação ao mesmo período de 2010.