Depósitos de poupança mantêm ritmo crescente na Caixa 

Brasília – Os depósitos em cadernetas de poupança, administradas pela Caixa Econômica Federal, cresceram 17% nos últimos 12 meses encerrados em setembro, quando o estoque de poupança atingiu R$ 143,9 bilhões no banco oficial. Volume que corresponde a 35,23% de todos os depósitos de poupança no sistema financeiro nacional (SFN), que somam R$ 408,4 bilhões.

Os números foram divulgados hoje (19) pelo diretor de Pessoa Física da Caixa, Édilo Valadares. Segundo ele, o aumento da poupança tem sido mais acentuado na Caixa. Tanto que a instituição registrou 82,5% (R$ 7,8 bilhões) de toda a captação líquida em poupança, de janeiro a setembro deste ano, como mostram dados divulgados pelo Banco Central (BC).

Valadares credita a preferência do pequeno investidor pela tradicional caderneta de poupança por causa da simplicidade na abertura e movimentação da conta e pela garantia de uma pequena rentabilidade,. A maior procura pela Caixa se explica, no seu entender, pelo próprio posicionamento que o banco construiu, nos seus 150 anos de vida, captando as economias populares.

Pelas contas do diretor, mais de 40 milhões de clientes escolheram a Caixa para guardar suas economias. Ou seja: um em cada cinco brasileiros com poupança. Proporção que tende a crescer, segundo ele, porque foram abertas neste ano mais de 3,3 milhões de novas contas, o que dá uma média de 366 mil por mês. Quase metade delas (47,16%) na Região Sudeste.