Êxito das reformas no setor bancário depende da aplicação, diz CEF

O êxito das reformas do setor bancário depende de sua aplicação "total" e em escala mundial, disse nesta terça-feira o Conselho de Estabilidade Financeira (CEF), que se comprometeu a vigiar de perto o cumprimento destas reformas em cada país.

A afirmação foi feita através de um comunicado referente à nova normativa da Basileia III, sobre a reforma do mercado, a regulação dos bônus e dos bancos de importância sistêmica.

O CEF, que é integrado por reguladores e bancos centrais de vários países, recebeu o mandato em novembro de 2008 pelo G20 para elaborar e vigiar a aplicação das reformas do setor financeiro.

O Conselho de Estabilidade Financeira irá publicar anualmente um informe sobre os progressos em cada um dos setores afetados pela reforma.

As novas normas da Basileia III devem entrar em vigor progressivamente a partir de 2013, mas têm sido muito criticadas por alguns grandes bancos, principalmente dos Estados Unidos, que a consideram muito custosas.