China se compromete a ajudar Europa a sair da situação de crise

A China se comprometeu discretamente a apoiar a Zona Euro em troca de políticas de redução do déficit e drásticos cortes orçamentários, informou neste domingo o Sunday Times.

Segundo o semanário britânico, representantes chineses na reunião de ministros das Finanças do G20 no sábado em Paris afirmaram que Pequim está disposto a investir bilhões na Zona Euro, mediante a compra de infraestrutura nos países endividados.

O jornal informa - citando uma fonte próxima das negociações - que os bancos chineses poderão aumentar suas compras de dívida soberana da Zona Euro.

"A China quer ter certeza de que a Europa conhece a magnitude do buraco (da dívida) e que esta não vai crescer mais", afirmou uma fonte citada pelo jornal.

Os países do G20 reconheceram após reunião em Paris os progressos realizados pelos europeus para resolver sua crise da dívida. O ministro francês de Finanças, François Baroin, prometeu avanços decisivos na cúpula europeia de Bruxelas em 23 de outubro.