G20 vai garantir que FMI tenha recursos necessários para ajudar países em crise

O G20 se compromete a garantir que o FMI disponha de recursos adequados, segundo o rascunho do comunicado final da reunião ministerial realizada neste sábado em Paris. 

As vinte maiores economias desenvolvidas e emergentes prometem analisar profundamente este assunto na cúpula de Cannes (sul da França), nos dias 3 e 4 de novembro, afirmou à AFP uma fonte próxima às negociações. 

Brasil, China e Índia deixaram claro que estão dispostos a apoiar os países europeus em apuros fiscais através do Fundo Monetário Internacional (FMI), com o objetivo de tentar colocar uma barreira no contágio da dívida a países como Itália ou Espanha, que ameaça o crescimento da economia mundial. 

No entanto, países como Estados Unidos e Alemanha são contra esta opção. 

O tema dos recursos do Fundo Monetário Internacional está no centro das negociações dos ministros das Finanças e autoridades de Bancos Centrais, que se reúnem neste sábado no ministério da Economia da França, presidente temporária do clube dos mais ricos. 

O G20 deve reiterar também seu compromisso a favor do crescimento mundial e o apoio aos bancos, além de saudar os avanços realizados na solução da crise da Eurozona.