Grécia promete reduzir dívida "a qualquer custo"

O ministro grego das Finanças, Evangelos Venizelos, prometeu neste domingo, em Washington, que seu país continuará reduzindo o déficit no orçamento a ‘qualquer custo político’. 

"Estamos prontos para adotar as iniciativas necessárias, qualquer que seja o custo político’, afirmou Venizelos durante discurso na assembleia anual do Instituto de Finanças Internacionais (IIF), que reúne 450 bancos de todo o mundo. 

Diante da persistência da recessão na Grécia, ‘reagiremos introduzindo medidas suplementares’, garantiu. 

O ministro destacou os esforços que Atenas já fez e afirmou que ‘a Grécia não é o bode expiatório da zona do euro ou da economia internacional’. 

Segundo Venizelos, é difícil ‘encontrar muitos exemplos a nível internacional de esforços de reequilíbrio orçamentário tão rápido (...), mas o nosso vem acompanhado de um custo político e social muito elevado (...). Mas o importante para nós é quebrar o círculo vicioso’.