Casino e Rallye elevam a 45,9% participação no capital da CBD Pão de Açúcar

A empresa de distribuição francesa Casino e sua matriz Rallye aumentaram a 45,9% a participação capital da Companhia Brasileira de Distribuição (CBD) Pão de Açúcar, cujo controle foi o centro de uma disputa em julho com o Carrefour.

"Esta aquisição reafirma a confiança e o compromisso do Rallye, e do Casino, no Brasil", afirma um comunicado do Rallye.

O grupo Rallye anunciou que em agosto comprou 3,3 milhões de ações preferenciais do Pão de Açúcar e quatro milhões de opções de compra, que dão o direito de adquirir a mesma quantidade de ações preferenciais.

Em julho, o Casino freou uma ofensiva do Pão de Açúcar, liderada por Abilio Diniz, e de seu concorrente Carrefour, que pretendia obrigar o grupo a aceitar uma fusão de suas atividades no Brasil.

O Carrefour informou em julho que recebera uma proposta da empresa brasileira Gama, de propriedade do fundo de investimentos BTG Pactual, apoiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para criar uma empresa comum no Brasil.

O objetivo era fundar um gigante brasileiro no setor de distribuição com vendas de 30 bilhões de euros e sinergias estimadas entre 600 e 800 milhões de euros.

O conselho de administração do Casino rejeitou a oferta e o BNDES não deu o apoio esperado pelo Pão de Açúcar, o que provocou o fracasso do projeto.