Bolsas sinalizam alta, mas volatilidade persiste

No início dos negócios, o bom humor predomina e os principais índices acionários do mundo apontam para uma sessão de ganhos, com os agentes na expectativa pelo anúncio de uma nova rodada de estímulos econômicos nos Estados Unidos, ainda esta semana. Entretanto, como não há nada concreto sobre o assunto, a volatilidade poderá seguir marcando presença nesta sessão. Instantes atrás, as bolsas da Europa avançavam em torno de 0,5%. Internamente, o Ibovespa iniciou com ganho de 0,24% e nos Estados Unidos, os índices futuros ficam no azul.

Ainda no foco dos agentes, destaque para a agenda econômica do dia. Na Europa, foi divulgada uma série de indicadores em direções opostas. Na Alemanha, o indicador que avalia o setor de serviços do país veio pior do que o esperado pelo mercado, enquanto que o indicador da indústria melhorou. Já o dado que avalia a confiança na economia da região decepcionou ao cair para -37,6 pontos em agosto. Analistas previam queda para -26 pontos.

Na zona do euro, os PMIs tanto da indústria como do setor de serviços vieram melhores do que o esperado. Já a confiança na economia despencou em agosto para -40 pontos, contra -7 pontos em julho, segundo dados do instituto de pesquisas alemão Zentrum für Europaische irtschaftsforschung (Zew).

A agenda norte-americana também marcará presença. Logo mais, na região, serão divulgados os dados da atividade econômica de Richmond, além dos números sobre a venda de imóveis no país.

Internamente, destaque para a inflação. O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) de 22 de agosto de 2011 apresentou variação de 0,31%, 0,14 ponto percentual acima da taxa registrada na última divulgação. O movimento altista foi puxado pelo grupo dos Alimentos.

E na Ásia, as bolsas encerraram a terça-feira com expansão.