Wall Street encerra a segunda-feira em leve alta

A Bolsa de Nova York encerrou o pregão desta segunda-feira em leve alta, recuperando-se em parte das fortes perdas sofridas da semana anterior, com os investidores mantendo a cautela à espera do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, previsto para sexta-feira. O Dow Jones subiu 0,34% e o termômetro da tecnologia, Nasdaq, fechou em alta de 0,15%.

Segundo cifras definitivas, o Dow Jones Industrial Average ganhou 37 pontos, fechando a 10.854,65 e o Nasdaq subiu 3,54 pontos, a 2.345,38.

Já o índice ampliado Standard & Poor''s 500 fechou praticamente estável, em alta de 0,03%, a 1.123,82.

O Dow Jones começou o dia em forte alta, após ter perdido 4% na semana passada e 15% nas últimas quatro semanas, mas não conseguiu sustentar os ganhos no período da tarde.

"O mercado tem sofrido para conseguir recuperar-se", disse Mace Blicksilver, da Marblehead Asset Management.

Segundo o analista, a alta do início da sessão foi decorrente da cobertura de posições, que sustentou os índices, mas como em seguida nenhuma notícia entusiasmou a compra de ações, os ganhos retrocederam.

"Ainda existe grande possibilidade de o mercado baixar de maneira significativa", disse.

De acordo com os especialistas, a ausência de indicadores macroeconômicos nesta segunda-feira nos Estados Unidos fez com que os investidores concentrassem sua atenção em Jackson Hole (Wyoming, oeste dos EUA), onde o presidente do Fed, Ben Bernanke deve pronunciar um discurso na sexta-feira. O mercado especula sobre o anúncio de eventuais medidas para reativar a economia.

No mercado obrigatório, cujos rendimentos evoluem em sentido contrário aos preços, o rendimento do bônus do Tesouro com vencimento para 10 anos fechou a 2,088%, contra 2,071% na noite de sexta-feira. Já os títulos com vencimento para 30 anos fecharam a 3,400%, contra 3,390% na véspera.