Economia francesa não cresceu no segundo trimestre de 2011

O crescimento econômico francês foi zero (0,0%) no segundo trimestre de 2011 comparado com o período anterior, quando houve uma progressão de 0,9%, informou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INSEE) em um comunicado.

Os dados confirmam a forte desaceleração prevista pelos analistas, mesmo que o Banco da França espere um crescimento do PIB de 0,2% neste trimestre, em sua previsão divulgada na segunda-feira passada.

O Ministério das Finanças esperava essa estimativa para definir o tom para a preparação do orçamento de 2012.

O consumo das famílias se contraiu no segundo trimestre de 0,7% (+0,4% no primeiro) e os investimentos cresceram 0,9% (contra 1,2% no período anterior).

A demanda final interna global (e não de ações) contribuiu negativamente para o crescimento do PIB (-0,2%, após 0,5%), de acordo com INSEE.

As importações caíram 0,9% depois de bater de 3,1% positivos, e as exportações não sofreram movimento (0,0% após 1,8%). Consequentemente, a balança comercial contribuiu positivamente para o crescimento do PIB (0,3 ponto deoois 0,5 ponto).

Enquanto isso, os preços ao consumidor caíram 0,4% em julho em relação ao mês anterior, levando à progressão de 1,9% nos últimos 12 meses, contra 2,1% em junho, segundo o INSEE.