Bolsas se recuperam após anúncio do Fed

As principais bolsas mundiais se recuperavam nesta quarta-feira, depois da alta registrada em Wall Street na véspera e da promessa do Federal Reserve (Fed, banco central americano) de apoiar a economia americana, mas os investidores ainda questionam se esta é apenas uma alta técnica ou com fundamentos mais sólidos.

Às 9H28 GMT (6H28 de Brasília), as altas eram de 1,35% no índice Footsie 100 de Londres, de 2,59% no Dax 30 de Frankfurt, 1,24% no CAC 40 de Paris e de 0,81% no Ibex 35 de Madri.

O FTSE Mib de Milão operava de maneira estável (-0,01%).

Mais cedo, as bolsas asiáticas fecharam em alta e recuperaram parte das grandes perdas registradas no início da semana.

Tóquio registrou ganhos 1,05%, Hong Kong de 2,34% e Seul de 0,27%. Sydney avançou 2,6%.

A recuperação das praças asiáticas seguiu a tendência de terça-feira em Wall Street, onde o índice Dow Jones ganhou 3,98% e a Nasdaq 5,29%.

A tendência de alta das bolsas foi estabelecida após a decisão do Fed de manter a taxa básica de juros entre 0 e 0,25% pelo menos até meados de 2013, com o objetivo de apoiar o crescimento da maior economia mundial.

O Fed anunciou ainda que examina novas medidas para enfrentar a conjuntura econômica do país, que registra um crescimento fraco, que no segundo trimestre foi de apenas 1,3% em ritmo anual.