Dívida: Casa Branca adverte Congresso a não brincar com fogo

A Casa Branca advertiu neste sábado o Congresso dos Estados Unidos para "não brincar" com fogo sobre a economia, ao final da reunião entre Barack Obama e os líderes dos grupos legislativos visando a um acordo sobre o aumento do teto da dívida.

"O Congresso não deve se entregar a jogos políticos temerários quando se trata da nossa economia. No lugar disto, deveria ser responsável e fazer seu trabalho, impedir um default e cortar o déficit" no orçamento, afirmou o porta-voz da Casa Branca Jay Carney.

As negociações continuam, deu a entender Carney. "Os dirigentes (do Senado e da Câmara) aceitaram falar com seus grupos no Congresso para discutir uma maneira de avançar, e as conversações vão prosseguir durante todo o dia" de hoje, disse Carney.

Durante a reunião na Casa Branca, Obama se manteve firme no princípio de um aumento do teto da dívida por dois anos, até a eleição presidencial de novembro de 2012, na qual é candidato, destacou Carney.