Candidatos ao FMI serão apresentados até 17 de junho

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciará no máximo até o dia 17 de junho a lista de candidatos ao cargo de diretor-gerente, informou a porta-voz nesta quinta-feira.

O Fundo havia anunciado na sexta-feira que as candidaturas estavam abertas até o dia 10 de junho, e que seriam encerradas se houvesse no mínimo três candidatos. Se houvesse quatro ou mais candidatos o conselho administrativo publicaria uma lista com os três candidatos mais bem colocados.

"Se houver quatro ou mais candidatos sairá uma lista restritiva com três

candidatos entre os dias 10 e 17 de junho", explicou numa coletiva de imprensa a porta-voz Caroline Atkinson.

Duas pessoas anunciaram oficialmente a candidatura até agora: o governador do Banco do México, Agustín Carstens, e a ministra de Economia francesa, Christine Lagarde.

Outra candidatura, da Comunidade dos Estados Independentes, seria o presidente do Banco Central do Kazaquistão, Grigori Marchenko, que ainda não foi apresentada ao FMI, mas já é anunciada no seu país.

De hoje a 30 de junho, o conselho administrativo do Fundo, composto por representantes de 24 países ou grupos de países, elegerá o novo diretor-gerente, que deve substituir Dominique Strauss-Kahn, que pediu demissão depois de ser detido acusado de crimes sexuais pela justiça dos EUA.