Wall Street fecha em alta após três dias de queda

A Bolsa de Nova York terminou a quarta-feira em alta após três pregões em queda: o Dow Jones subiu 0,31% e o Nasdaq, 0,55%. De acordo com os especialistas, no entanto, o mercado continua cauteloso e com tendência de queda.

Segunda cifras definitivas, o Dow Jones Industrial Average subiu 38,45 pontos, cotado a 12.394,66 e o termômetro da tecnologia, Nasdaq, apresentou alta de 15,22 pontos, a 2.761,38.

O índice ampliado Standard & Poor''s 500 obteve ganho de 0,08% (4,19 pontos) a 1.320,47.

O mercado havia começado a sessão com bastante cautela após a publicação de um indicador decepcionante, vindo dos Estados Unidos. Os pedidos de bens duráveis cairam 3,6% no país em abril em relação ao mês anterior. Os analistas esperavam um recuo menos acentuado, de 2,0%.

Os pedidos de bens de equipamentos de aviação - que podem ser considerados um indicador dos meios de produção nos EUA - recuaram 2,6%.

Contudo, este ritmo mais lento dos mercados não é "incomum quando se ingressa no segundo trimestre", disse Marc Pado, da Cantor Fitzgerald.

"Nos aproximamos dos meses de verão (...) e essa lentidão começa a ser notada. Já foi superado este elemento catalisador de oscilações que foi a temporada resultados, agora nos concentraremos na recuperação da economia", disse Pado.

O barril de petróleo fechou em alta, cotado a mais de 101 dólares em Nova York.

Já no mercado obrigatório, o rendimento do bônus do tesouro com vencimento a 10 anos chegou a 3,129%, contra 3,123% na terça-feira pela tarde e o bônus de 30 anos a 4,282%, contra 4,259%.